• Boletim 4x4

Compartilhe

Quarta, 31 Maio 2017

Boletim 4x4: Um paraíso chamado Garcez

Boletim 4x4: Um paraíso chamado Garcez

A Praia do Garcez, na Ilha d´Ajuda, município de Jaguaripe, é um paraíso ainda pouco conhecido até mesmo dos baianos. Por isso mesmo está se tornou um dos endereços mais frequentados por jipeiros de Salvador na Costa do Dendê. Lá ainda é possível fazer trilhas beirando a praia e barras desertas, se deliciar em lagoas isoladas e brincar de atravessar poças e trechos com lama em períodos chuvosos.

A praia fica a cerca de 40 minutos de carro partindo de Nazaré das Farinhas (a sinalização para sair da rodovia é a placa no lado esquerdo indicando a Ilha d´Ajuda). A maior parte do caminho é por estrada de barro firme, podendo ir de 4x2 até a única opção tradicional de hospedagem: a confortável Pousada Paraíso Perdido (só peca pelo wi-fi, que não funciona). É nessa pousada que a turma do Clube do Wrangler organiza anualmente o Jeep Beach no Garcez. Mas existem chalés que podem ser alugados por preços bem em conta.

No último feriadão de Tiradentes, uma galera do Clube do Tracker (CT) de Salvador explorou esse paraíso. Mesmo com o sol aparecendo apenas no sábado após o feriado, foi possível curtir o visual da Ponta do Feijão, na foz do Rio Jaguaripe, aproveitar uma das lagoas da região e brincar nas poças formadas pelas chuvas. Dê o play abaixo para ver o vídeo com a parte um da viagem. Para conferir as fotos é só clicar aqui.

O “cabeça da gata” do passeio foi Todo Doido, uma das figuras folclóricas do CT. Também marcaram presença no comboio Xana, Cabra, Picolé e Gringo, este último, dizem, o único dono de algum juízo no clube – mas tem como defeito o fato de ser argentino, daí o apelido. O Boletim 4x4 esteve presente como “zequinha” de Gringo, ao lado de outros convidados que foram na carona de Todo Doido.

A turma deixou Salvador bem cedo no dia 21 de abril, em pleno feriado de Tiradentes. Apenas Cabra saiu de Camamu, onde reside. Uma parte do grupo ficou na Pousada Paraíso Perdido. A outra parte da turma optou por alugar chalés com cozinha, churrasqueira, máquina de lavar. Mas todo mundo ficou pertinho.

Logo na chegada já teve trilha, e com tempo chuvoso. Os jipeiros foram até a boca da barra, passeio bem curtinho que independe da maré. Lá foram tiradas as primeiras fotos antes do churrasco do meio-dia. Depois, a brincadeira foi mais afastada da praia, na trilha até uma lagoa que fica a cerca de dois quilômetros da estrada de chão principal da Ilha d´Ajuda, no caminho para um local chamado Paredão (não houve tempo de ir). As poças foram a grande diversão. Em uma delas, mais funda, alguns preferiram não passar. Apenas Xana conseguiu atolar a sua Triton.

No sábado, já com sol, passeio até a praia para um banho salgado e, em seguida, ainda pela manhã, para a mesma lagoa do dia anterior, só que dessa vez com tempo melhor para entrar na água gelada. Destaque para os saltos mortais de cima de uma árvore. O almoço foi com moqueca de peixe e de siri preparada com carinho pela esposa do caseiro do chalé de Picolé (investimento de R$100 por casal entre material e mão de obra). Pela tarde, já com a maré baixa, a trilha beirando o mar até a Ponta do Feijão, com um belíssimo pôr do sol.

Lama pesada em Alagoinhas

trilhalaranjamarca

A turma do Alagoinhas Jeep Clube não brinca quando o assunto é off road. E neste ano caprichou na organização de uma das mais tradicionais eventos do 4x4 baiano: a Trilha da Laranja, que chega à edição de número 14 entre os dias 9 e 11 de junho. As inscrições se esgotaram nesta sexta-feira (26). Serão 100 viaturas, sendo 80 na categoria Graduados e 20 na Iniciante.

Na categoria mais leve, não há exigências de preparo para a viatura, a não ser os equipamentos básicos de segurança, como cinta, manilha e rádio. Na Graduados, é necessário pneus lameiros e Snorkel, pois há passagens por terreno com massapê, erosões e travessia de rio (três no total). A trilha, de 32 quilômetros de extensão, é uma só, sendo que as duas categorias se encontram em vários momentos. O que muda são os obstáculos.

“A trilha para a categoria Graduados é extrema, com o mesmo grau de dificuldade das outras edições da Laranja. Já tivemos anos em que só completamos um terço da trilha e o último carro saiu só na tarde da terça-feira. Teremos auxílio de tratores, mas o guincho, embora não seja obrigatório, é importante”, afirmou Paulo Z, presidente do Alagoinhas Jeep Clube. Ele disse que tem chovido em Alagoinhas e o terreno será bem complicado.

A brincadeira começa com uma recepção e entrega de kits no dia 9 no Baita Tchê Grill, a partir das 19h. Antes, às 17h, haverá uma equipe disponibilizada para troca de pneus. No dia 10, um sábado, a saída está marcada para 8h impreterivelmente. A trilha começa com o mesmo obstáculo para as duas categorias: uma descida com erosão. Haverá até sanfoneiro. Os inscritos na categoria Iniciante irão esperar a turma do Graduados com churrasqueira, toldos e carvão para o churrasco (é preciso levar a carne).

No domingo, dia 12, a resenha vai ser no Rally Brasil 4x4, a ser realizado no parque de exposições da cidade. A Trilha da Laranja conta com os apoios do posto Larco, da concessionária Cachoeira, JD Roza Transportes e Serviços Florestais, Líder Cursos, Pousada 13 de Maio, Telhas Simonassi Nordeste, Silva Outdoor e Comunicação Visual, Supermercado SCB, Xavier Transportes Urbanos, Supermercado Santa Terezinha, WJC Distribuidora de Produtos para Panificação, Baita Thcê Grill e Tapytur.

Trilha da Meia Noite

Acontece neste sábado (27) a terceira edição da Trilha da Meia Noite. Pelo número de inscritos nas três categorias (Iniciante, Master e Graduada), cerca de 100 viaturas estarão presentes na região de Camaçari para a brincadeira, que começa a partir das 20h e só deve terminar no início da manhã de domingo (28). Organizada pelo jipeiro Piu Piu, o evento teve as inscrições esgotadas três dias após lançado. Vem muita gente do interior também. Somente de Feira de Santana, são esperados 18 veículos do Sertão Off Road.

“Por conta da procura, criamos duas categorias Master. Tudo está muito bem organizado. Cada categoria terá um horário de saída diferente e uma trilha diferente. E todo o processo de inscrição foi informatizado. Permitimos pagamento pelo site via cartão de crédito ou boleto. É a primeira trilha que oferece esse tipo de possibilidade”, comemora Piu Piu.

A concentração para a saída será a partir das 18h, no Shopping Busca Vida, que apoia o evento. Às 19h30 sai o comboio da turma Iniciante, que terá um grau de dificuldade menor e não exige viaturas preparadas. O restante parte no intervalo de meia hora um do outro. A brincadeira promete. A Trilha da Meia Noite tem ainda o apoio do Hotel All Fama, Cardan Bahia, Trilha Bahia, Litoral Toldos, Infosegue, Quadx4, Agência Ops, NR Perfurações e TR 4x4.

RAPIDINHAS

# A Trilha do Caju 2017 vai acontecer entre os dias 30 de junho e 1º de julho, em Cícero Dantas. As inscrições vão custar R$150 e poderão ser feitas pelo site, que ainda está sendo montado. O trajeto aumentou em cerca de 8 quilômetros em relação ao ano passado. Em breve mais novidades.

# Os jipeiros Furico e Rapadura planejam para setembro uma grande expedição à Patagônia, com saída no dia 30 e retorno em 27 de outubro. O limite é de oito viaturas. Os carros vão na cegonha até Porto Alegre. Já os jipeiros Leão Lobo, Gringo, Melissinha e Tigresa preparam uma expedição internacional praticamente no mesmo período, com saída dia 22 de setembro e retorno pouco antes do Natal, só que para fazer a Carretera Austral, no Chile.

Mercado

Instagram

expedicaooffroad4x4
expedicaooffroad4x4
expedicaooffroad4x4
expedicaooffroad4x4
expedicaooffroad4x4